CREAS Parambu Realiza Com Sucesso Evento Alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

evento creas 117O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) de Parambu, realizou com muito sucesso toda a programação alusiva ao dia 18 de Maio (Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
 
No dia 16 aconteceu uma mesa redonda para falar sobre o assunto, com profisssionais do CREAS e Assistência Social de Parambu, na FM Novo Tempo, Programa Tribuna do Povo.
 
Dia 17 foi realizada importante Palestra na Escola de Ensino Médio Ana Noronha, que contou com a participação do Advogado Dr. Hermes, que fez várias reflexões sobre o assunto, respondeu perguntas e tirou dúvidas do público presente.
 
Na Sexta, dia 18, foi a vez de Campo Grande receber os profissionais da Assistência Social, com participação do Advogado Dr. Ruan que fez uma abordagem toda especial a respeito do assunto, chamando a atenção de todos para este grande problema, que segundo ele, é uma responsabilidade também da família.
 
Segundo a Coordenação do CREAS o evento atingiu seu grande objetivo, mobilizar toda a sociedade parambuense, para a importancia de se combater e prevenir o abuso e à exploração sexual de criança e adolescentes.
 
COORDENAÇÃO DO CREAS
 
Gostaríamos de agradecer a todos que compõe a Secretaria do Trabalho e Assistência Social, pela  participação  unânime  nas mobilizações referente  ao 18 de Maio.  
 
Queremos de público agradecer o apoio fundamental de todos os equipamentos que estiveram e realizaram conosco o 18 de Maio.
 
Primeiramente nossa amável secretária, NILDA sempre nos apoiando em tudo que nos dispomos a fazer.  Aos técnicos:  Rejane Lopes, Aretha, Lícia, Karine e  Ângela.
 
Obrigada pelas vossas  presenças, que vieram muito nos acrescentar. 
 
Agradecemos ao CRAS I , sobretudo Eliane e Carla que tanto colaboraram para realização deste evento, seus orientandos do Campo Grande, e aos demais técnicos presentes.
 
Ao CRAS Vila Nova. Paula não pôde estar presente mais a participação de todos os profissionais, demostrou o seu apoio a nossa equipe. Sobretudo do amável psicólogo de quase todos, Reney. Muito agradecida pela colaboração.
 
Ao pólo de Convivência, obrigada Mazinha pela presença constante e a admirável  Amanda, pela excelente  apresentação.
 
Ao Conselho Tutelar, na Pessoa da Sheila, parceiro de longas datas do CREAS, com quem compartilhamos quase TUDO. Muito obrigado.
 
Ao Serviço psicossocial da Educação Suzana e Érica, Excelentes profissionais. A participação de vocês foram essenciais à essa mobilização. Muito obrigada por promoverem a intersetorialidade.
 
Aos profissionais da MÍDIA, que nos surpreenderam com o vosso empenho TOTAL, nossa gratidão. Serafim, Adriano, Manú e o Rodrigo.
 
A Esmeralda, porque não dizer, a guerreira e exemplar trabalhadora da Assistência Social, que não mede esforços para exercer a sua função com tanto Zelo. 
 
Enfim, o CREAS agradece a todos os colaboradores  que estiveram ativamente atuando em prol desta mobilização.
 
Acreditamos que o nosso trabalho terá sempre, melhor êxito com  a colaboração, participação e o respeito de  TODOS. Afinal  nós SOMOS a Assistência Social. 
 
A TODOS, nossa gratidão,  apreço e consideração. 
 
Estaremos sempre a disposição de vocês para  tudo que se propuserem a  realizar.
 
Muito obrigado.
 
CREAS Parambu.
 
A MATÉRIA
 
Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. 
Dados como esses, divulgados pelo Disque Direitos Humanos, evidenciam como é importante combater essa realidade. E maio é o mês dessa luta. 
 
Por que 18 de maio?
 
Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos. 
Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência. 
 
O que é violência sexual?
 
É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.
 
É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social. 
 
Abuso x Exploração
A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. 
 
Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual. 
 
Prevenção
 
A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e jurídica, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e do agressor. 
 
Denuncie
Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100. 
 
Você pode agir. Proteja nossas crianças e adolescentes. Faça bonito e disque 100.
 
PMP Mídia - Colaboração CREAS
 

WhatsApp Share

 

Qual serviço você procura?


icone agricultura
Agricultura


icone assistencia
Assistência Social


icone cultura
Cultura

icone educacao
Educação

icone esportes
Esportes

icone financas
Finanças

icone infraestrutura
Infraestrutura

icone planejamento
Planejamento

icone meioambiente
Meio Ambiente

icone saúde
Saúde

icone segurança
Segurança

icone transporte
Transporte

 

 

ENDEREÇO E CONTATOS

Rua Juscelino Kubitschek, nº 85
Centro - Parambu - Ceará - CEP 63.680-000
(88) 3448-1780
PARAMBU logo 2017

PREFEITURA NAS REDES SOCIAIS 

icon facebook  icon twitter  icon instagram